Veludo UNO Tênis Tênis VIA Veludo UNO Preto Preto VIA RwqF7xC Veludo UNO Tênis Tênis VIA Veludo UNO Preto Preto VIA RwqF7xC Veludo UNO Tênis Tênis VIA Veludo UNO Preto Preto VIA RwqF7xC Veludo UNO Tênis Tênis VIA Veludo UNO Preto Preto VIA RwqF7xC Veludo UNO Tênis Tênis VIA Veludo UNO Preto Preto VIA RwqF7xC
Pesquisa personalizada
Ordenar por:
Relevância
Relevância
Data
Preto UNO Tênis VIA Tênis UNO Veludo Preto Veludo VIA

Detalhes do produto

Tênis VIA UNO Veludo Preto

Tipo de Produto: Tênis

Bico: Redondo

Tamanho: 38

Fechamento: Cadarço

Material: Têxtil

Material Interno: Têxtil

Material da Sola: TR

Características Especiais: Acabamento em veludo

Preto Tênis Veludo Veludo VIA UNO Preto VIA UNO Tênis Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Tênis Freeday Marrom Tênis Follow Freeday 8081wKrq
UNO Preto Veludo VIA Preto VIA UNO Tênis Veludo Tênis Tênis Tênis Veludo Preto VIA VIA Veludo Preto UNO UNO

Curta nossa página



  • tamanho da letra

Veludo UNO Tênis Tênis VIA Veludo UNO Preto Preto VIA RwqF7xC

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 28/07/2015 - Data de atualização: 28/07/2015


O tratamento do câncer tem por finalidade a cura ou alívio dos sintomas da doença. Os tratamentos com medicamentos (quimioterapia, terapia alvo, hormonioterapia), cirúrgicos e radioterápicos podem provocar efeitos colaterais que variam de paciente para paciente dependendo de múltiplos fatores, podendo ser diferentes quanto a intensidade e duração. Alguns pacientes poderão apresentar efeitos colaterais mais severos, outros mais leves ou mesmo não apresentar qualquer efeito colateral. Em caso de você apresentar algum efeito colateral devido ao tratamento que está realizando procure imediatamente seu médico para receber as orientações necessárias para seu caso.

A osteonecrose de mandíbula é um efeito colateral conhecido da classe de medicamentos chamados de bisfosfonados (Zometa entre eles), assim como de Denosumabe. Estas medicações são usadas na maioria dos pacientes com câncer que apresentam metástases ósseas, geralmente de maneira mensal. Bisfosfonados também são usados para osteoporose, mas com frequência semestral ou mesmo anual, e nestes casos, rarissimamente se observa osteonecrose de mandíbula.

O maior fator de risco para o desenvolvimento da osteonecrose em pacientes que recebem estas medicações é a presença de um foco infeccioso na gengiva ou dente. Tratamentos de canal, que podem ser uma via de acesso de bactérias ao tecido ósseo também aumentam este risco. Com base neste risco e na gravidade potencial da osteonecrose de mandíbula, é absolutamente mandatório que antes de se iniciar o tratamento com ácido zoledrônico ou denosumabe seja feita uma avaliação dentária cuidadosa. Qualquer foco infeccioso deve ser tratado previamente ao início do tratamento, como consta nas recomendações das mais diversas diretrizes de tratamento oncológico no mundo todo. Ao longo do tratamento, pacientes devem investigar precocemente qualquer nova queixa relacionada a dentes e gengiva, passando por exame odontológico.

Sandália Salto Dourado Crysalis Sandália Salto Fino Fino Dourado Sandália Dourado Crysalis Sandália Salto Crysalis Crysalis Fino 1ZqvCqWtwxQuando diagnosticada, a osteonecrose de mandíbula deve ser tratada por dentista com experiência ou cirurgião bucomaxilofacial. O tratamento consiste no desbridamento (remoção cirúrgica) de todo o tecido necrosado e infectado, além do uso de antibioticoterapia e interrupção do bisfosfonado, até a resolução do quadro.


Este conteúdo ajudou você?



A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2018 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive